Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chave Mestra

Chave Mestra

Homem que disparou contra congressistas republicanos nos EUA declarou que é altura de destruir Trump e companhia - comunicação social ignora

Homem que disparou contra congressistas republican

 

A comunicação social e a indústria do entretenimento já normalizaram a ideia de matar Trump e os pedidos para matar Trump. Nas redes sociais essa ideia também já se tornou socialmente aceitável e as ameaças e desejos de morte são abundantes, constantes, e não são investigadas.

 

Agora uma delas transformou-se em acção depois de um apoiante do Partido Democrata, James T. Hodgkinson, ter tentado alvejar congressistas do Partido Republicado, deixando um deles em estado crítico e alvejando mais dois civis e dois polícias antes de ter sido abatido.

 

Hodgkinson tinha exprimido abertamente nas redes sociais, tal como muitos outros milhares de pessoas, que é altura de destruir Trump e companhia.

 

O atirador tinha também expressado nas redes sociais a sua opinião de que Trump era um traidor, uma narrativa que a comunicação social, o Partido Democrata e certas pessoas em dentro das agências de espiões americanas têm tentado impingir à população mundial sem qualquer prova que apoie tal narrativa, isto de acordo até com o recente testemunho do ex-director do FBI James Comey.

 

A CNN, uma organização de notícias anti-Trump, recorreu ao testemunho de um conhecido do atirador para insinuar que o atirador não era uma má pessoa e apenas estava farto das políticas de Trump, tentando assim de certa maneira justificar e validar a tentativa de homicídio por motivações políticas, o que é uma definição de terrorismo.

 

A comunicação social corporativa está a ignorar toda esta informação.