Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chave Mestra

Chave Mestra

Jornalista alemão cumprirá 6 meses de pena suspensa por dizer no Facebook que os Nazis eram aliados do islão e que há quem acredite que o islão é uma ideologia fascista

sturzenbergerfb.jpg

 

No Facebook alemão é uma antiga agente da Polícia do Estado fascista e autoritário Nazi quem lidera a equipa de censura. A empresa contratada pelo Facebook para levar a cabo a censura, Network Against Nazis, foi fundada e colabora com a Fundação Amaedu Antonio, liderada por Anetta Kahane que entre 1974 e 1982 trabalhou para a Polícia de Estado Nazi sob o nome ‘Victoria’.

 

O jornalista Michael Stürzenberger mostrou na sua página do Facebook o facto histórico que os Nazis eram aliados do islão, e que há quem considere o islão uma ideologia fascista. No dia 18 de Agosto foi sentenciado a 6 meses de prisão por ter publicado isso no Facebook.

 

A seguinte é uma tradução da publicação em questão do jornalista no Facebook:

 

"A ideia de que o islão é uma ideologia fascista foi apresentada há dois anos pelo cientista político egípcio Hamed Abdel-Sama no seu Livro "Fascismo Islâmico". Embora isto já fosse claro para o antigo primeiro-ministro britânico Winston Churchill ("O Corão é o Mein Kampf (livro escrito por Hitler) do Profeta Maomé"), mas o politicamente correcto tem impedido há muito que este facto seja mencionado. O ministro do interior da Baviera (região alemã) Joachim Herrmann agora também se juntou à onda e compara o Mein Kampf com os incentivos de guerra do Estado Islâmico que podem ser lidos na internet. Dai até ao Corão é apenas um pequeno passo, que ele não se atreve a dar. O Süddeutsche Zeitung (jornal alemão), num artigo na sexta-feira, descreve o pacto Nazi com o islão e também cita importantes declarações feitas por Himmler e Hitler. Mais informação no Politically Incorrect."