Mentiras da comunicacao social e noticias censuradas.

Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chave Mestra

Mentiras da comunicação social e notícias censuradas

Chave Mestra

Mentiras da comunicação social e notícias censuradas

Kanye West preso em hospital psiquiátrico por expor o sistema

Kanye West levado à força para hospital psiquiá

 

Kanye West está hospitalizado desde o dia 21 na sequência de uma “emergência médica”, segundo a comunicação social.

 

O TMZ, agência de notícias e mexericos sobre a indústria do entretenimento, adianta que o marido de Kim Kardashian, de 39 anos, foi levado pelas autoridades para o Centro Médico da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, onde está a realizar testes psiquiátricos, depois de já ter sido examinado para despistar uma possível exaustão.

 

A mesma agência acrescenta que Kanye West se encontrava na casa do seu treinador pessoal, Harley Pasternak, quando começou a “agir de forma irregular”. Quando os paramédicos e as autoridades chegaram ao local, o rapper já estava mais calmo mas, ainda assim, que quis ir ao médico, tendo sido convencido pelos seus agentes e pelas próprias autoridades. Mas também existem fontes de notícias que contam uma história diferente.

 

Ultimamente Kanye tinha feito discursos nos seus concertos onde tentava passar a mensagem de que as regras não são justas e isso impede-nos de ter um mundo melhor. Que a rádio não passa os melhores talentos e vai-se tornar irrelevante da mesma maneira em como a comunicação social se está a tornar irrelevante por ter mentido a toda a gente que a Hillary Clinton ia ganhar as presidenciais. Que o Facebook e o Google também mentiram ás pessoas ao dizerem constantemente que Hillary ia ganhar.

 

No transcrito traduzido que pode lêr em baixo do último discurso que deu no seu concerto, Kanye diz que está a pôr a sua carreira e a sua vida em risco ao falar em todas estas coisas.

 

"Pára, pára. Rádio, vai-te foder! Rádio, vai-te foder! Vocês não queiram perder outra vez. Muitas pessoas aqui esta noite sentem que perderam. Sabem porquê? Porque vos mentiram. O Google mentiu-vos. O Facebook mentiu-vos. A rádio mentiu-vos. Rádio, vai-te foder! Eu reparo que há muita gente séria a trabalhar na rádio, gente séria, directores de programação sérios, com vidas, com filhos, que adoram música, que não podem pôr a tocar aquilo que querem porque foram ordenados para pôr a tocar treta vezes sem conta. E quando eu digo treta, eu não quero dizer... O que eu estou a dizer é o seguinte, nós adoramos o Drake, o Drake é grande, é um grande artista. Mas o Frank Ocean também é grande. Mas sabem que é o maior de todos nós? Quem acham que é? Não. O Kid Cudi. Rádio, vai-te foder! Pois é, eu estou na minha cena de Trump esta noite. Rádio, vai-te foder! Eu vou fazer como ele, vou dizê-lo como digo, vou dizer aquilo que penso e vou ganhar. Vou fazer como ele. Rádio, vai-te foder! Rádio, vai-te foder! Espera um segundo, estás a dizer que é "rádio, vai-te foder"? Exactamente. Não quero dizer as pessoas que trabalham na rádio, porque essas são pessoas sérias que têm que alimentar os seus filhos, e não se sentem com coragem de pôr a tocar música a sério, porque acham que para poderem alimentar os seus filhos têm que pôr a tocar a mesma treta vezes sem conta. Eu cresci a ouvir o KRS-One. Eu cresci a ouvir A Tribe Called Quest. Eu cresci a ouvir o DMX. O último gajo sério? Não, ainda há gajos sérios. Nós somos sérios esta noite. Nós somos sérios esta noite. O Virgil Abloh é sério esta noite, o A$AP Nast é sério esta noite, o [A$AP] Bari é sério esta noite, o Ian Connor é sério esta noite, o [A$AP] Rocky é sério esta noite. Pessoal aqui no concerto, quando eu digo estes nomes é melhor que gritem. Eu não quero saber se conhecem estes nomes esta noite, façam uma pesquisa no Google sobre eles. E nós vamos dar-vos um bocado de informação factual. Eles vão dar-vos isso. Porque é que eu falei no ASAP? Porque ele é o futuro. Estes são os gajos que meteram-me a mim e ao Cudi em sentido. Estes são os gajos que mantêm a cena viva. É vida, nós temos 100 anos neste planeta, e podemos ter uma utopia. Mas as regras têm de ser justas. O Khaled, e o Drake, e a rádio, e o Doc, e a 92.3... sou só eu ou ouviram aquela canção tantas vezes - canta a canção do Drake. Eu adoro o Drake, eu adoro o Khaled, mas eles empurraram aquela canção para cima de nós. E deixem-me dizer-vos uma coisa, MTV, vai-te foder! Mais uma vez e como sempre. Eu estou na minha cena de Trump esta noite! Deixem-me dizer-vos o que é que se passa. Vocês conhecem-me, tive pessoas a odiarem-me durante 7 anos por ter dito que a Beyoncé tinha o melhor vídeo. Eu sei que vai haver muita conversa depois desta noite. Khaled, eu adoro-te, eu sei que tens assassinos em Miami, por favor não os envies na minha direcção. Eu só quero ter uma conversação sobre como jogamos o jogo da rádio. Khaled, tu és um gajo a sério. Tu tens as chaves. Mas assim que aprendemos as políticas, e as pessoas que as têm usado há anos... o Obama não pôde fazer a América grande porque ele não pôde ser ele mesmo como presidente. Não permitiram ao Obama que disse-se o queria para ser um vencedor, ele teve de ser "perfeito". Mas ser "perfeito" nem sempre muda as coisas. Por isso quando eu falo da MTV, deixem-me explicar uma coisa, eu fiquei magoado. Beyoncé, eu fiquei magoado. Porque eu queria apresentar um vídeo chamado "Fade", e respeitosamente a MTV disse-me, "Senhor West, por respeito por si eu vou dizer-lhe que a Beyoncé vai ganhar o prémio esta noite pelo vídeo "Formation" contra o Hotline Bling e o Famous.". Disseram-me com antecedência para eu não subir ao palco (para interromper). Beyoncé, eu fiquei magoado. Eu sofri 7 anos em nome... (subitamente dirigindo-se a alguém no público) Não me tentes interromper! Eu estou a pôr a minha carreira, a minha vida, a minha imagem em risco quando falo com vocês desta maneira. Isto é um momento no Matrix. Há pessoas que podem ficar chateadas comigo depois disto. Beyoncé, eu fiquei magoado. Porque eu ouvi que tu disseste que não irias actuar a não ser que ganhasses o prémio de vídeo do ano contra mim e contra o Hotline Bling. Na minha opinião... não falem mal da Beyoncé, a Beyoncé é grande, a Taylor Swift é grande, nós somos todos grandes pessoas, nós somos todos iguais, mas ás vezes nós fazemos demasiados jogos políticos e esquece-mo-nos quem somos. Só para ganhar. Que se foda ganhar. Que se foda ter-se estilo. Que se foda ter-se estilo. Que se foda ser-se estiloso. Que se foda tudo isso. Eu fui enviado aqui para vos contar a minha verdade mesmo que corra o risco de perder a minha vida. Mesmo pondo o meu próprio sucesso em risco. A minha própria carreira. Eu fui enviado aqui para vos dar a verdade. Jay-Z, liga-me. Ainda não e ligaste. Jay-Z, liga-me. Jay-Z, eu sei que tens assassinos, por favor não os envies na minha direcção. Simplesmente liga-me. Fala comigo como um homem. Eu não estou a tentar ser "o homem". Simplesmente sou um homem. Tal como toda a gente aqui. Não estou nem acima nem abaixo de nenhum de vocês. Somos todos iguais. Isto é o futuro. Isto é a forma de pensar para fazer a América grande de novo. Eu fiquei magoado. Sentimentos importam. A maneiro como certas pessoas dão tanta importância ao dinheiro, à popularidade, número de passagens na rádio... sentimentos importam. É um novo mundo, Hillary Clinton. é um novo mundo. Sentimentos importam. Porque sabem que mais? Toda a gente no interior do país sentiu-se abandonada. E mostraram-te como se sentiam. Sentimentos importam. É um novo mundo. É um novo mundo, Barack (Obama). É um novo mundo, Jay-Z. Não envies assassinos na minha direcção, isto não é o filme "Malcolm X", nós já crescemos desde esse momento. Deixem as pessoas serem como são. Pessoal, eu não estou a dizer isto para meu benefício. Porque para meu benefício não é inteligente estar a dizer isto. Rádio, eu já falei convosco uma data de vezes, vocês estão atrás dos tempos, porque adivinhem que mais, a digressão Saint Pablo (nome da digressão de Kanye West) é a coisa mais relevante que está a acontecer neste momento. A digressão Saint Pablo é mais relevante que a rádio. E se vocês continuarem a seguir modelos antiquados vai-vos acontecer o mesmo que aconteceu à Hillary Clinton. Vocês podem não gostar, mas eles (na rádio) têm que ouvir isto. Eu não estou aqui para vos massajar com falsas verdades. A dizerem-vos que a Hillary vai vencer vezes e vezes sem conta. Depois vocês acordam para a realidade e nem conseguem acreditar. Sabem porquê? Porque o Google mentiu-vos! Porque o Mark Zuckerberg (dono do Facebook) mentiu-vos! Mark Zuckerberg, agora já me queres ligar? Sabia ou não sabia o que estava a dizer, Mark Zuckerberg? Estavas ou não estavas errado? Quando eu disse que estava endividado em 53 milhões e tu não me ligaste, estavas ou não estavas errado? Perguntaste ao meu amigo Anthony Schiller se eu podia jantar contigo, eu contei-te sobre o Uganda, tu disseste que ias ajudar e não ajudaste. Depois foste à procura de extra-terrestres. Eu e o Kid Cudi somos extra-terrestres aqui mesmo. Há uma entrevista que podem ver do Richard Pryor sobre pessoas que entram para lugares de poder e não mudam nada, apenas tornam-se parte do poder. Isso aconteceu com os músicos porque têm medo. Eu não tenho medo, eu estou aqui para mudar as coisas. Mas as coisas não vão mudar enquanto as pessoas não admitirem que estão a viver uma mentira. Eu tenho visões, é com isso que fui abençoado, com visões. Nem sempre vou dizer as coisas de maneira perfeita, mas vou dizer o que sinto. Agora, imprensa, preparem-se para um dia em cheio, porque o espectáculo acabou."

 

Antes deste discurso, Kanye West tinha dado outros discursos durante os seus concertos, tentando passar a mensagem de que os americanos não se devem dividir por causa das eleições, o que está actualmente a acontecer.

 

Sendo uma pessoa influente sobre os seus fãs, e sendo o seu grupo de fãs dos maiores grupos de fãs do mundo, Kanye West arriscava-se com os seus discursos a unir muitas pessoas que se encontram de momento dividas por questões não só políticas, mas também raciais, já que o presidente eleito Donald Trump é acusado de ser racista. Pessoas com o poder de unir pessoas de diferentes raças são vistas pelo menos por uma agência do governo americano, o FBI, como sendo pessoas potencialmente perigosas. Isto é sabido desde que se tornou público o ficheiro do FBI sobre Larry Pinkey, no qual se pode ler o seguinte:

 

"Pinkey é potencialmente perigoso devido à sua habilidade demonstrada de unificar pessoas pretas e brancas. Os seus associados são pretos, brancos, e chineses. Está a ser dada atenção especial para neutralizá-lo. As áreas do sexo e drogas aparentam ser as mais eficientes para utilizar. Os seus hábitos nestas áreas são desconhecidos, mas estão a ser monitorizadas com esse objectivo."

 

Não é ainda pública a razão pela qual o FBI considera a unificação de pessoas de diferentes etnias algo perigoso.

 

É sabido que o mesmo grupo de pessoas que são donas da industria do entretenimento e comunicação social nos Estados Unidos são o mesmo grupo de pessoas que mais dinheiro contribui para os dois partidos políticos no poder nos Estados Unidos e que mais influência têm sobre o governo dos Estados Unidos. Por essa razão, nos Estados Unidos o discurso politico na industria do entretenimento contra o sistema tem historicamente sido reprimido tanto pela indústria do entretenimento como pela comunicação social. Kanye West é a única celebridade de relevo neste momento a tentar unificar o país, a expor as mentiras da comunicação social durante as presidenciais, e a expor como a indústria do entretenimento é altamente controlada e os próprios artistas têm medo de falar sobre isso.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.